"Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles".

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Classificação dos verbos quanto à flexão

Quanto à flexão, os verbos classificam-se em: regulares, irregulares, anômalos, defectivos e abundantes.


1. Verbos regulares
Verbos regulares são aqueles que se flexionam de acordo com o paradigma de sua conjugação. É importante notar que o radical desses verbos permanece invariável.

São regulares os verbos: amar, cantar, bater, vender, decidir, partir etc.


2. Verbos irregulares
São irregulares os verbos que, em algumas formas, se afastam do paradigma de sua conjugação, apresentando variações no radical ou na flexão.

Exemplos: dar, estar, caber, fazer, pedir, sentir etc.


3. Verbos anômalos
Verbos anômalos são aqueles que se afastam completamente do paradigma de sua conjugação e são extraordinariamente irregulares em sua formação.

Exemplos: haver, ser, ter, ir, vir, pôr etc.


4. Verbos defectivos
São defectivos os verbos que não têm todos os tempos, todos os modos ou certas formas.

Exemplos: precaver-se, reaver, colorir, falir etc.


5. Verbos abundantes
Verbos abundantes são aqueles que têm duas ou mais formas equivalentes. Geralmente são as formas do particípio.

Exemplos: aceitar (aceitado, aceito, aceite), matar (matado, morto), prender (prendido, preso), nascer ( nascido, nato) etc.



Nenhum comentário: